DESENVOLVIMENTO DE UM PROTÓTIPO DE UM VEÍCULO AMBULÂNCIA AUTOGUIADA

No meio urbano, há uma quantidade muito grande de veículos circulando e, por conta disso, o trânsito se
torna muito intenso e isso dificulta a circulação destes automóveis e, consequentemente, prejudica a movimentação
dos carros de resgate e das ambulâncias. A proposta apresentada pelo projeto é desenvolver um protótipo
ambulância completamente autônoma, capaz de trafegar pela cidade até que seja acionada. Através de sensores de
proximidade, movimento, infravermelhos e ultrassônicos, nosso projeto será composto por um esquema de
semáforos, onde estarão estes sensores, que serão capazes de identificar a ambulância e, rapidamente, mudar a
sinalização dos semáforos para que o carro possa passar o mais rápido possível.

PROTÓTIPO DE UM VEÍCULO AUTÔNOMO DE EXTINÇÃO DE INCÊNDIOS E RESPOSTA RÁPIDA À EMERGÊNCIAS

A extinção de focos de incêndios mostra-se uma tarefa árdua e perigosa, podendo ser agravada pela
intensidade do incêndio ou sua localização, que pode se tornar de difícil acesso humano, em decorrência de alguns
agravantes que são consequências comuns em incêndios, como por exemplo, desabamentos e altíssimas
temperaturas. Dessa forma, além de colocar em risco de maneira acentuada a vida dos socorristas, a dificuldade de
acesso pode levar à um atraso no resgate, diminuindo as chances de socorro e aumentando os danos ambientais. A
proposta do projeto apresentado consiste no desenvolvimento de um protótipo de um veículo autônomo, capaz de
localizar e chegar ao foco do incêndio e apagá-lo, além de transmitir informações estratégicas à brigada através de
um sistema, sensores e motores.

DESENVOLVIMENTO DE UM VEÍCULO AGRÍCOLA AUTOMATIZADO

A otimização dos processos agrícolas e do tempo na produção é uma demanda atual e a inovação no
setor tem sido objeto de diversas pesquisas e desenvolvimento, buscando reduzir atividades insalubres pelo
trabalho automatizado. A proposta deste trabalho é criar um veículo autônomo capaz de realizar atividades
agrícolas, como o plantio, posicionamento de sementes etc. Com um robô, reduz-se os gastos, otimizando o tempo
na produção rural, algo muito importante, pois o mercado consumidor está crescendo e a produção deve estar cada
vez mais acompanhando esta mudança.

SISTEMA AUTOMATIZADO PARA AUMENTO DA MOBILIDADE EM CADEIRA DE RODAS

A falta de rampas em um ambiente comum pode dificultar a locomoção dos deficientes. Dessa forma,
propõe-se o desenvolvimento de um mecanismo com o propósito de facilitar a vida das pessoas que usam cadeira
de rodas. O sistema proposto possui um botão que, quando ativado pelo usuário da cadeira, fará com que ela
ultrapasse o obstáculo, podendo ser um degrau da calçada, quando não houver rampas disponibilizadas pela
prefeitura, ou uma escada.

DESENVOLVIMENTO DE UM PROTÓTIPO DE UM ROBÔ SUMÔ PARA COMPETIÇÕES

O grande avanço tecnológico traz consigo a possibilidade de utilizar componentes autônomos ou
semiautônomos, tanto para realizar tarefas com alta periculosidade, quanto para o divertimento, possuindo sempre
microcontroladores. A proposta do projeto apresentado é desenvolver um Robô Sumô para competições de
pequeno porte. O Robô ao detectar o seu oponente, utilizando seus sensores, assume o controle e persegue o
adversário, com o objetivo de empurrá-lo para fora da arena, mas mantendo-se dentro dela.

DESENVOLVIMENTO DE UM PROTÓTIPO DE EMPILHADEIRA AUTOMATIZADA PARA OTIMIZAÇÃO DE PROCESSOS INDUSTRIAIS

Muitas empresas sofrem atualmente com a falta de recursos para o transporte de materiais nos setores
industriais em função de altos gastos com mão-de-obra para a realização desse trabalho. Adicionalmente os
operários sofrem com a realização de tarefas pesadas, que muitas vezes são prejudiciais à saúde desses indivíduos.
Assim, nesse projeto propõe-se o desenvolvimento de um protótipo de empilhadeira automática para redução de
esforços em manipulação de cargas. Utilizando um sistema microcontrolado, a partir da programação realizada em
uma placa microcontrolada, utilizando-se motores e sensores, propõe-se uma maquete que simulará um ambiente
industrial, com um protótipo programado para seguir um trajeto até determinadas posições em que estarão os
objetos a serem transportados.

ESTUDO DA APLICAÇÃO DE UM VEÍCULO AUTÔNOMO PARA DETECÇÃO E COMBATE À INCÊNDIO EM ÁREAS DE RISCO

O presente trabalho descreve o desenvolvimento em protótipo de um veículo autônomo para detecção e
combate a incêndio em áreas de risco. Protótipos de robô bombeiro estão tão populares entre os estudantes de
mecatrônica ao redor do mundo, que existem anualmente competições para estudantes de robótica seguindo as
regras da primeira competição que foi iniciada no Colégio Trinity, USA. Tais concursos demandam tecnologia
mecatrônica avançada e conhecimento que usa o robô como ferramenta educacional (Setiawan). Este projeto se
iniciou com o Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica – PIBIC, tendo como principal objetivo o
desenvolvimento do robô bombeiro que garanta a extinção do incêndio e promova a segurança da vida humana.
Além das consequências ambientais e econômicas do incêndio, seu combate é um trabalho árduo e perigoso que
coloca a vida dos bombeiros em risco. Em frente a essa situação, nasceu a ideia da criação de um robô para a
execução deste trabalho e logo iniciou-se um estudo em relação a sua forma, os componentes, os sensores, o modelo de chassi, a quantidade de rodas, placa a ser utilizada etc. Posteriormente iniciou-se a programação da placa
e a realização de testes com o robô, como calibração dos sensores, ajuste da velocidade dos motores e otimização
do tempo dos comandos. Ao fim da programação e montagem o protótipo foi capaz de simular o comportamento de
um robô bombeiro, identificar e extinguir o fogo. Coube ao veículo seguir a linha utilizando sensores infravermelhos, detectar o incêndio utilizando sensores de chama e apagar o mesmo por meio de bombas d’água, além de desviar de quaisquer obstáculos utilizando sensores de distância de forma automatizada.

ESTUDO DA APLICAÇÃO DE UM SISTEMA SUPERVISÓRIO MÓVEL PARA O MONITORAMENTO DE INCÊNDIOS EM ÁREAS DE RISCO

O presente trabalho descreve um estudo de um protótipo de um veículo autônomo para o
monitoramento de incêndios em áreas de risco, um projeto que se iniciou com o Programa Institucional de Bolsas de
Iniciação Científica – PIBIC, tendo como principal objetivo o desenvolvimento de um robô para monitoramento de
incêndio e informação das autoridades responsáveis sobre a situação do mesmo. Uma vez que incêndios são
constantemente causados não só em áreas urbanas, mas principalmente em áreas rurais devido muitas das vezes a
negligência humana, falhas mecânicas e situações naturais. Por falta de ciência dos bombeiros, o fogo se alastra e
causa danos gigantescos colocando em perigo a população e os bens ao redor. Diante desse problema, surgiu a
proposta da criação de um robô para manter os bombeiros informados e consequentemente prevenir os danos.
Logo, iniciaram-se estudos em relação ao modo como a informação seria enviada e a forma do respectivo robô. Para
envio de informação utilizaram-se dois Módulos de Voz e um Módulo Ethernet. Os Módulos de Voz teriam duas
mensagens gravadas, uma informando que não tem detecção de fogo e outra dizendo o contrário, “fogo
detectado!”. E o módulo de internet possibilitaria a comunicação com os bombeiros e transmissão da mensagem
gravada. E para informar a localização do incêndio utilizou-se módulo GPS, de tal forma que as coordenadas do robô
seriam enviadas pelo Módulo Ethernet junto com a mensagem de voz quando o fogo fosse detectado. Já em relação
à forma do robô, pesquisou-se quais componentes seriam utilizados, como os sensores, modelo de chassi, placa etc.
Em seguida como seriam seus posicionamentos, montagem e fixação. Ao fim da programação e montagem testes
foram feitos simulando uma situação de incêndio e o robô foi capaz de realizar o trabalho conforme previsto.