ALIMENTADOR DE TORNOS INDUSTRIAIS (CNC)

O projeto apresenta o desenvolvimento de um protótipo de um sistema de alimentação, de tornos industriais (CNC), visando a automação industrial. A proposta é de alimentar dois tornos CNC, sem a necessidade de um operador, utilizando dois imãs 180° um em relação ao outro, que pegam a peça em bruto posicionando na placa do torno que, em seguida, executa a primeira operação de usinagem, transportando a peça semi-pronta para o segundo torno. Após a segunda operação de usinagem, o sistema de alimentação deve levar a peça pronta ao seu destino final e assim sucessivamente. Os materiais utilizados para o desenvolvimento do protótipo são: 2 motores elétricos; 2 imãs eletromagnéticos; 1 braço rotativo; 1 corrente; 2 madeiras de tamanho referente ao braço, para simulação da porta do torno CNC; 8 recipientes cilíndricos de alumínio para simulação de peças.

AUTOMAÇÃO DA DISTRIBUIÇÃO DE AGUA RESIDENCIAL

O projeto propõe um sistema com o objetivo de facilitar tarefas básicas do cotidiano, ao mesmo tempo em que evitaria seu desperdício. O tema do trabalho consiste na automação de uma casa que se utiliza dos sistemas de poços, sejam naturais ou artificiais, para haver uma distribuição do volume de água por toda a rede. Pretende-se a economia de água para que não haja a necessidade de ligar e desligar a bomba d’água manualmente no reservatório. A automação consequentemente beneficiaria o tempo das pessoas e economia de água e energia. O trabalho apresenta apenas a automação no banheiro (entretanto, o sistema em si pode ser acoplado em toda a casa). Para a maquete são utilizadas placas de polímeros de tamanhos pré-definidos, com furos de diâmetros iguais aos dos tubos de transporte da água. Para a caixa d’água utilizam-se recipientes de plástico e sensores. As bombas são posicionadas entre os tubos para que a água volte ao recipiente inicial e haja uma mínima perda de água. Acrescentam-se decorações para o ambiente em torno do cômodo. O material utilizado é: placas de PVC, sensores para água, recipientes de plástico, tubos de material polímero e bomba para aquários, além dos enfeites do entorno do cômodo.

AUTOMAÇÃO DE UM BANHEIRO RESIDENCIAL

O presente projeto apresenta a automação de um banheiro residencial, especificamente o acionamento da porta e do chuveiro. Para porta utilizam-se motores de vidros elétricos automotivos, acionados por um sensor de presença, proporcionando o movimento da porta (abre/fecha). No chuveiro utiliza-se um motor de aquário e sensor de presença, fazendo assim com que o sensor capte a movimentação e ligue o chuveiro, quando deixar de captar a movimentação ele desligará. Para a maquete utilizam-se madeira, dois sensores de presença (para porta e chuveiro), um motor de vidros elétricos de carros (abre/fecha da porta) e um motor de aquário (para o chuveiro).

AUTOMAÇÃO DE UM GUARDA-ROUPA RESIDENCIAL

A proposta do presente projeto é de facilitar o dia-a-dia das pessoas, otimizando tempo, com uma melhor organização em menos espaço. O projeto consiste em um guarda roupa que gira automaticamente, dependendo da temperatura fora da casa, sendo programado pra girar até a parte do guarda roupa onde estão as roupas para o clima. Utiliza-se um guarda-roupa circular, fixo na parede, onde somente pouco mais da metade do guarda roupa ficará visível. O guarda-roupa tem seu eixo em uma plataforma presa na parede, sendo conectado a um sensor no chão, logo em frente do guarda roupa. Esse sensor ao ser acionado determina o ângulo que o motor no guarda roupa deve girar (calculado para cada setor de roupa se posicionar em determinado grau, para que ele fique na abertura do guarda roupa, a partir de uma posição padrão). Quando a pessoa sair do sensor de presença, o guarda roupa voltará ao lugar padrão. O material utilizado é: madeira, alumínio, sensores e servomotor.

AUTOMAÇÃO DE UM QUARTO RESIDENCIAL

O projeto proposto consiste na automação de um quarto residencial. O projeto tem como objetivo a automação em três objetos presentes no quarto, sendo que em um deles propõem-se duas ações. O primeiro objeto é a cama que irá subir a partir do chão, elevando-se para otimização do espaço durante o dia, o segundo consiste em um guarda roupa que ao apertar um botão, a porta se abre e o terceiro, um armário de roupas que irá se abrir a abaixar os cabides. Pretende-se facilitar e aumentar a praticidade do dia-a-dia das pessoas por meio da automação do quarto. Por exemplo, facilitar na limpeza do quarto elevando a cama a 90 graus para poder limpar melhor. Para o desenvolvimento do projeto, utiliza-se uma placa de controle, sensores e motores. A maquete propõe a construção de uma projeção de um quarto com uma cama que levanta 90º para ocupar menos espaço, e um armário que abrirá e abaixará os cabides para uma melhor visualização das roupas. O material utilizado é: tábuas de madeira, papelão, servomotores, sensores de movimento e fios de cobre.

AUTOMAÇÃO DE UM VASO SANITÁRIO

A automação do vaso sanitário tem como principais objetivos proporcionar mais conforto e praticidade na hora de usá-lo e diminuir o consumo de água por meio de descargas automáticas e de um sistema que desentope com muito mais facilidade do que um vaso comum. Para isso, são utilizados sensores de presença, luminosidade, motores, e um sistema de bombeamento manual, programados de tal maneira que realizem as funções citadas. O sensor de presença verifica que alguém parou em frente ao vaso e a tampa será levantada. Quando a pessoa sair, a tampa será abaixada e acionada a descarga. Após 10 segundos, depois de ter acionado a descarga, um sensor de luminosidade fará uma análise do vaso: caso a coloração da água volte a sua cor original, será enviado um sinal para o perfumador do banheiro, e este acionará, caso não volte (entupido), emite-se um som indicando que o indivíduo deve usar a bomba manual que desentupirá o vaso. Ao final desse processo, o sistema vai acionar mais uma descarga, e por fim, perfumará o banheiro. O material utilizado é: 1 sensor de presença, 1 sensor de luminosidade, 1 bomba manual, 1 perfumador para banheiro, 2 motores, 1 válvula, e materiais de plástico.

AUTOMAÇÃO DE UMA COZINHA RESIDENCIAL

O propósito deste trabalho é tornar uma cozinha automatizada para evitar o desperdício e facilitar a vida do usuário. Automatizando a iluminação do cômodo e o fornecimento de água, evita-se o desperdício, pois isso impede, por exemplo, que a luz fique acesa sem necessidade ou que a torneira esteja ligada enquanto ninguém a usa. Além disso, com a placa de controle é possível visualizar se uma lâmpada ficou acesa indevidamente, ou se a torneira está ligada quando não está em uso. Utilizaram-se sensores de presença para a torneira, de luminosidade para a luz principal, de modo que esta não ascende quando está claro e não continua acesa quando esquecemos de apagar. Já para a iluminação interna do armário, apenas um sensor de presença, para que assim que a porta for aberta a luz se ascenda e ilumine o interior do armário, facilitando a visão do usuário. Por fim para a torneira usamos um sensor de movimento. Ela funciona quando detecta um movimento, então se aciona por alguns instantes e depois desliga. O painel de controle é uma placa onde “leds” indicam se há alguma lâmpada acesa ou se por algum problema a torneira esta ligada. De tal modo, o usuário pode ter um certo controle sobre a utilização de tais produtos, e evitar gastos e desperdícios.

CAIXA D’ÁGUA INTELIGENTE

Devido ao período de estiagem na região, percebe-se o despreparo para possíveis racionamentos de água. Em função dessa situação propôs-se o desenvolvimento de um sistema independente que controla o nível de água e também a sua qualidade dentro da caixa. O principal objetivo apresentar o desenvolvimento de um protótipo de uma caixa d’água “inteligente” na qual através de um sistema de medição do nível de água seja possível identificar o nível da água restante na caixa, para que não haja desperdício. O segundo objetivo é proporcionar o controle da qualidade da água, através de um sistema de medição de pH e a temperatura da água. O terceiro objetivo está relacionado ao primeiro, pois, se a água se esgotar ao máximo, uma bomba aciona uma cisterna para o suprimento de água. Essas informações podem ser visualizadas em uma central de monitoramento instalada dentro da residência, para identificação de informações como por exemplo: nível, qualidade e pH da água. O material utilizado para o projeto foi: tubos de PVC, duas caixas acrílico com volume de dez litros, uma bomba de aquário, um filtro pequeno, uma placa de controle, um sistema de medição do nível de água e um medidor de pH e temperatura.

CARRO-CAÇAMBA

Caçamba (ou Caixa Estacionária) é uma grande caixa de metal para transporte de entulhos de categoria A, B e C que não são utilizados em uma construção, ou seja os resíduos. Geralmente, esses entulhos são levados por um caminhão poliguindaste especial, a fim de depositá-lo em um aterro ou reciclá-lo. Para a colocação de caçambas estacionárias em São Paulo, é necessária uma autorização especial da Limpurb, de acordo com o decreto Decreto 46.594/05 – SP, que regulamenta quais empresas atendem aos padrões de segurança e higiene. A contratação de empresas clandestinas pode acarretar multas e transtornos ao próprio contratante. A proposta do “CARROCAÇAMBA” é de reduzir trabalhos manuais em industrias, coletas de lixo em obras civis entre outros lugares. Seu maior foco é diminuir a força humana e colocar a força mecânica no lugar. Com o projeto, propõe-se a viabilização do transporte e manuseio de material de vários setores da indústria, desde o produto bruto até o seu resíduo descartado final, com agilidade e flexibilidade no processo, sem o uso de muita mão de obra humana diminuindo os casos de acidentes. A proposta é uma caçamba automatizada que anda em um trilho, podendo, assim, transportar matérias de um lado para o outro sem o mínimo esforço manual, com um braço robótico com um eletroimã. A caçamba se desloca em um trilho que facilitaria sua locomoção, com uma dobradiça sempre que for preciso para virar e descarregar. O material utilizado para o projeto é: eletroímã, servomotor, placa de madeira, peças lego, carro com caçamba basculante acoplada, encaixe para transporte por empilhadeira, deslizamento sobre rodízios, trava de segurança e acabamento em pintura esmalte sintético ou eletrostático.

DESENVOLVIMENTO DE UM DISPOSITIVO DE CAPTURA – “RATOEIRA” AUTOMÁTICO

O projeto propos o desenvolvimento de um dispositivo de captura, uma ratoeira, para captura de um animal específico o “rato”. O processo de funcionamento é relativamente simples pois esse dispositivo e móvel, sendo automatizado, não necessitando de manuseio manual, apenas para alguma manutenção eventual. O dispositivo é subdivido em partes: a primeira parte consiste na porta por onde o roedor passa, nela está contido um sensor que no momento que o roedor passar pela porta ela se fecha impedindo a passagem de volta do rato, logo em seguida ele verá a isca, ou seja, o queijo ou qualquer outro tipo de alimento que atraia o rato, e tentara apanhá-lo. Nesse momento, entre o rato e a “isca” tem-se outro sensor que quando o rato passar por ele, ativa-se uma corrente elétrica que eletrocutará o roedor. Logo em seguida, se o processo de choque for bem sucedido, tem-se outro sensor que abre uma comporta embaixo do local onde o rato se encontra e o mesmo cai dentro de um saco de lixo sem necessidade de usar as mãos para pegá-lo. E se esse processo de choque não der certo e o roedor chegar até a “isca” lá existe uma ratoeira convencional com um sensor de movimento, que no momento que o roedor estiver perto da “isca”, ele ativa a ratoeira que neutralizara o roedor. O objetivo deste dispositivo é facilitar o cotidiano das pessoas e poupa-las de se preocuparem com animais, especialmente roedores dentro e fora de casa. Muitas pessoas sentem medo dos roedores do tipo rato, e muitas vezes gastam muito dinheiro contratando dedetizadores para verificar a casa. O material utilizado no projeto é: madeira para construção do molde, fios para ligação, sensores, uma parede de vidro, motores, bateria, arame, ratoeira convencional, resistência elétrica, saco plástico e placas e barras de alumínio.